1.4.09

uma das correspondências

ou uma pseudo - homenagemadoir

me chamou atenção a cor de suas unhas...
a armação dos óculos daqueles olhos seus...
acho que até o corte do cabelo...
mas foi o sorriso que me abriu sua janela
(dizem que os olhos são "as janelas da alma"... no caso dela não...
o sorriso é a janela do corpo, do aqui-agora)

um sorriso inteiro dela
um sorriso inteiro meu
e amamos o mundo de uma cidade...

escrito na madrugada de 26/27 de março de 2009

3 comentários:

Rubens Barbosa disse...

Ain não quero lembrar do sorriso!
=/
Meu mundo caiu!

NI disse...

se nosso mundo caiu... que aprendamos a levitar!

maria ruela disse...

que não conheciamos antes
,as multiplas possibilidades,
que poderia estando em si estar em todo lugar
mas dois sorrisos juntos parecem amar mais
livre e intensamente
que um

Seguidores

quem sou eu?

Minha foto
as definições, as conceituações, me entram, como se diz, por um ouvido e saem pelo outro... sou.