1.9.09

noite

- quer um suco?
- não, agradecida.(me oferece outra coisa... pensou com voz graciosa e safada.)
como que ouvindo seus pensamentos, ele então, ofereceu a mão em seus cabelos...
ela retribuiu o carinho.
assim foram se oferecendo numa noite sem fim...

Um comentário:

Seguidores

quem sou eu?

Minha foto
as definições, as conceituações, me entram, como se diz, por um ouvido e saem pelo outro... sou.